sábado, 15 de julho de 2017

27º FESTIVAL DE INVERNO. QUEM QUER FAZ!!


Repensar o Brasil, repensar a UFPR, repensar a cultura

Toda cidade tem fala e memória, que precisam ser ouvidas e preservadas. É com esta intenção que o Festival de Inverno da UFPR chega a Antonina este ano: para reavivar a memória da cidade e resgatar sua vocação como lugar de produção e expressão cultural, palco de manifestações populares diversas.
Esta edição do Festival é resultado do triunfo da criatividade e da parceria sobre os obstáculos encontrados ao longo da preparação do evento. Sob novas gestões, tanto a Universidade quanto a Prefeitura de Antonina empenharam-se no diálogo permanente com a comunidade local, comerciários, entidades, comunidades, grupos, para tornar o evento realidade. 
O Festival de Inverno deste ano retoma a praça como espaço de encontro, de diálogo, de festa, como lugar da pulsão e da liberdade da cultura. Nesse espírito, o evento chega à cidade como um cortejo, chamando a comunidade antoninense e os artistas populares para que participem das atividades. É no espaço do coreto da cidade que os artistas convidados desfilarão suas músicas, seu som, seu calor para todos participantes do Festival. 
Na toada da valorização da cidade, teremos a seresta, que resgatará as canções das casas de Antonina, e, no encerramento, o baile de carnaval, com a participação de escolas de samba e blocos locais. 
A programação inclui ainda as tradicionais oficinas, com diversas temáticas e para diferentes públicos, além de atividades paralelas já consolidadas, como o passeio ciclístico, Cinema do Sesc e a Praça de Lazer. 
Além das novidades programadas para Antonina, pela primeira vez o Festival avança para outras cidades do Litoral onde a UFPR está presente, atendendo a uma antiga demanda da nossa comunidade acadêmica. Vamos levar uma pequena mas significativa amostra de ações culturais para Matinhos e para o Museu de Arqueologia e Etnologia, em Paranaguá. São oficinas de museologia, performance e corpo, além de apresentações culturais, lançamento de livro e feira gastronômica. 
Assim, o 27º Festival de Inverno renova o compromisso da UFPR com a cultura e representa mais uma vez a pluralidade cultural do nosso Paraná, de Antonina e da Universidade. Cumpre também o seu papel de promover a democratização do acesso aos bens culturais e de contribuir para a construção de uma cidadania cultural. 
O nosso agradecimento a todos os envolvidos/as neste processo, aos patrocinadores que confiaram nesta proposta, aos parceiros institucionais, à equipe da Prefeitura de Antonina, a todas unidades da UFPR que possibilitam a logística do Festival, às equipes descentralizadas de Matinhos e Paranaguá e, principalmente à incansável e eficiente equipe da Coordenadoria de Cultura da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura. 
O nosso desejo é que você se divirta, conheça, aprenda, troque, se envolva com a cidade, fazendo com que o 27º Festival de Inverno seja uma grande festa popular da diversidade cultural.
http://www.proec.ufpr.br/festival2017/
Ricardo Marcelo da Fonseca - Reitor
Graciela Bólzon de Muniz - Vice-Reitora
Leandro Franklin Gorsdorf - Pró-Reitor de Extensão e Cultura

Por Tutuca

Ontem sexta feira 14/07, se iniciou o 27º festival de Inverno na cidade de Antonina.
Este ano diferentemente das outras edições, o evento se falando dos shows que aconteciam no palco, será realizado da Praça Cel. Macedo.  
O momento, como relata a própria UFPR, é de repensar o evento, e se adaptar a nova realidade que se apresenta. 
Parabéns à todos envolvidos. Quem quer faz!!

                            

terça-feira, 11 de julho de 2017

GOVERNO DO PARANÁ ENTREGA VIATURAS PARA CORPO DE BOMBEIROS E DEFESA CIVIL.


A Polícia Civil, o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil do Paraná receberam 207 novas viaturas. A entrega foi feita pelo governador Beto Richa nesta terça-feira (11), no Palácio Iguaçu, em Curitiba. Os veículos serão distribuídos para todas as regiões, de acordo com planejamento da Secretaria da Segurança Pública. 
Esta foi a segunda grande entrega de viaturas realizada pelo Estado. Há duas semanas foram repassados 466 novos veículos para as forças de segurança, de um lote de 1.100 viaturas que estão sendo adquiridos pelo governo estadual. O investimento total é de R$ 112 milhões. 
Segundo Richa, mais um lote de viaturas será entregue até dezembro deste ano. Ele ressaltou que desde 2011 o Governo do Paraná aumentou a frota da segurança pública do Estado com 3 mil novas viaturas. “O Paraná demonstra na prática que o ajuste fiscal foi bem sucedido. Os investimentos são vigorosos, não só para a segurança pública, mas em todas as áreas essenciais para a população”, disse o governador.  http://www.aen.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=94562&tit=Richa-entrega-207-novas-viaturas-para-a-policia-bombeiros-e-defesa-civil

domingo, 9 de julho de 2017

NÃO SE PERCA PELA MEMÓRIA...PREFEITURA DE ANTONINA! QUEM ENTROU POBRE E SAIU RICO?

Dezesseis deputados estaduais paulistas podem se considerar mais que satisfeitos com o período entre 2006 e 2010. Além de conseguirem a reeleição, esses parlamentares pelo menos dobraram seu patrimônio nos últimos quatro anos e somam R$ 8,7 milhões em bens declarados. O valor supera em 279% os R$ 3,1 milhões informados em 2006.


Por Tutuca

A matéria acima serve pra ilustrar uma situação que acontece muito com os politiqueiros de carreira, aqueles que invariavelmente possuem a carteira profissional em branco.

Na nossa pequena Antonina não é diferente...

Eles andavam fugindo dos credores, alguns moravam de favor, alguns chegaram em nossa cidade com uma mão na frente, outra atrás, mas vejam só, após entrar na Prefeitura conseguiram, em um passe de mágica, ficar ricos. 
Uns em oito anos, outros em 4 anos, não sabemos, mas que a mágica aconteceu , aconteceu. 

Você saberia identificar esses indivíduos?

A nossa cidade é pequena e fica fácil constatar e identificar aqueles que entraram na política e de repente, não mais que de repente, parece que "ganharam" na mega sena. 
Carrões, imóveis caríssimos em Antonina, aquisição de terrenos na cidade vizinha de Morretes. Filhos e netos nas melhores e mais caras faculdades...
Comprovadamente nunca foram chegados ao trabalho do dia a dia e  fizeram da Prefeitura o seu  prêmio da mega Sena. 
Teve gente que conseguiu a mágica de em pouco tempo, comprar terrenos, construir e adquirir casas , comprar carrões , se tornar  "empresários empreendedores", e vejam só, alguns até  viraram "pecuaristas". 
Os mais novos não irão lembrar, mas o antoninense na faixa etária dos 40 anos, com certeza sabe a quem me refiro. Esses são os "magos do empreendedorismo e das finanças".

Hoje eles estão aí pela internet querendo enganar um público que só vai saber dessas "estórias de prosperidade", por intermédio de seus pais ou avós.
Se informe, pesquise,  você irá saber os políticos que entraram na Prefeitura pobres, e num passe de mágica , saíram ricos.