quinta-feira, 23 de abril de 2015

PEDIDO DE INFORMAÇÃO ATENDIDO.

Meus agradecimentos à Mesa Diretora da Câmara Municipal de Antonina, pelo pronto atendimento ao meu pedido de informação sobre o relatório final da CEI da obra da TRANSPETRO.
O relatório de quase 50 páginas, nos traz informações importantes sobre a obra mais cara da cidade de Antonina.

quinta-feira, 16 de abril de 2015

REUNIÃO AMBB - ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES DO BAIRRO DO BATEL.

Na data de ontem, Quarta-Feira 15/04 foi realizada na cede da AMBB - Associação de Moradores do Bairro do Batel, REUNIÃO extraordinária para debater a ABERTURA e REFORMA da CAPELA MORTUÁRIA do CEMITÉRIO SÃO MANOEL NO BAIRRO DO BATEL. A REUNIÃO contou com a presença da Vereadora Marigel Machado, Vereador Giva Cabral, Padre José Miguel, Moradores, Associados e Membros da Igreja São João Batista. A REUNIÃO foi realizada a pedido da Vereadora Marigel Machado e Vereador Giva Cabral a fim de discutirmos uma solução para essa questão. É sabido por todos que essa Associação sempre cobrou das autoridades competentes uma solução para esse assunto, mas nunca houve uma resposta concreta. Diante disso a COMUNIDADE resolveu tomar a frente da CAPELA MORTUÁRIA do CEMITÉRIO SÃO MANOEL, ficou decidido na REUNIÃO que os Vereadores irão cuidar da parte burocrática, projeto, licenças e uma contra partida do Executivo na compra dos mateiras de construção e ajuda de mão de obra, nossa COMUNIDADE vai ficar responsável em organizar MUTIRÕES para ajudar na reforma. Foi falado também na REUNIÃO que de imediato precisávamos pensar em um local provisório para a realização dos velórios, até a reforma, foram sugeridas varias ideias, chegando no consenso da Fabrica de Manilhas, que a Prefeitura cede-se uma sala, para que provisoriamente pudesse atender os velórios. Durante a REUNIÃO foi criada uma comissão que se dispões a conversar com o Secretario de Obras Alexandre Parodi, para darmos uma real SOLUÇÃO para essa demanda, nossa COMUNIDADE está cansada de promessas vazias.
Nossa Associação sabe da importância do Terceiro Setor, representado por cidadãos de bem integrados em organizações sem fins lucrativos, não governamentais, voltados para a solução de problemas sociais da Comunidade. Fonte - Face/AMBB.

sexta-feira, 10 de abril de 2015

AINDA SOBRE O LIXO...

Dia desses o Secretário do Meio Ambiente esteve na Câmara explanando sobre a questão do lixo na cidade de Antonina. A situação é mesmo preocupante. 
Se tratando dos veículos que são de propriedade da Prefeitura , notamos que conforme o procedimento licitatório abaixo, alguns milhares de reais foram previstos para a recuperação e conserto desses caminhões. Os valores são equivalentes ao valor de mercado de um carro zero km, trinta e cinco mil reais para a manutenção de "cada" caminhão. O que vemos no  dia a dia, é um caminhão de lixo que quando acionado o dispositivo para a prensa dos resíduos , permite o vazamento do chorume armazenado na carga.  
O mau cheiro nas ruas é insuportável, a reclamação de moradores e comerciantes é geral. 



http://antonina.pr.gov.br/editais/EDITAL%20PP%20022-2013%20-%20SRP.pdf

terça-feira, 31 de março de 2015

GAMBIARRA DA TRANSPETRO , AÇÃO POPULAR, E O CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR.


Solicitei no dia de ontem , pedido de informação na Câmara Municipal de Antonina, no sentido de se aprofundar no conteúdo do relatório da CEI da Obra da Transpetro.
O relatório já enviado ao Ministério Público, com certeza possui informações muito interessantes quanto ao que vem , e quanto ao que não vem ocorrendo na obra mais cara da história de Antonina.
Alguns serviços  da obra só vem ocorrendo depois de muito trabalho de fiscalização por parte de alguns poucos vereadores, e desse que vos escreve.
Esses serviços que acontecem de maneira arrastada e com a já conhecida falta de qualidade,  já são chamados na cidade de; “Gambiarra da TRANSPETRO.”
Dia desses o vereador Givanildo postou algumas fotos da lambança realizada no bairro do Batel. Vergonheira pura.
Com uma rápida leitura no plano de trabalho da obra, não fica difícil constatar que a coletividade antoninense está “literalmente” sendo assaltada.
Sem medo de errar...7 milhões indo pelo ralo.
Se não me engano, a obra teve o seu prazo de entrega prorrogado para agosto de 2015, e depois dessa data iremos sem dúvidas, fazer um balanço do que foi realizado e do que deveria ser realizado. 
Lembro como agora do lançamento da obra no Theatro Municipal... 
Muita pompa, vídeo em 3 D, Hino Nacional...
O Deputado Ângelo Vanhoni, padrinho da obra e beneficiado eleitoralmente, não esteve presente. 
Nessa ocasião o então Deputado se fez  representado pelo staff do Partido dos Trabalhadores nativo, onde a militante Vanda Santana fez parte da composição da mesa.
Todos que ali estavam acreditaram  no que estava por vir, mas para a nossa decepção
a pendenga vem se arrastando por quase cinco anos e até o momento nem o ex  Deputado Vanhoni  e muito menos o Partido dos Trabalhadores local se manifestaram  sobre a  consolidada “Gambiarra da TRANSPETRO”.
Para o prejuízo de nossa cidade os atores fiscalizadores, o ex Prefeito, o atual prefeito, e o ex Deputado, se calam quanto a lesiva situação.
Não é preciso lembrar que essa questão pode  através de uma Ação Popular,  ser apreciada sob o olhar do CDC - Código de Defesa do Consumidor - e  aspectos como  a  obrigação de resultado, onde a principal obrigação do empreiteiro é executar a obra da maneira que foi contratada, também podem ser avaliados.


Aguardemos.

quinta-feira, 19 de março de 2015

PREFEITURA MUNICIPAL DE ANTONINA, OU ; O LIXO NOSSO DE CADA DIA...


(via face) Esta é a situação que o morador se encontra. Não tem mais onde depositar o lixo doméstico. Por que? Eu lhes respondo! O caminhão de lixo já não é visto a mais de uma semana. E não é só nesse bairro é em todos, inclusive no centro! Os moradores já não tem lixeira suficiente, então colocam os sacos no chão...nas árvores...nos muros...e acontece que cachorros os rasgam e vira aquele caos. Agora me pergunto onde está a segurança da saúde pública, e a secretária do meio ambiente? Faço essa pergunta e esse desabafo em nome do meu bairro (itapema ponta da pita) e em nome de toda a cidade de Antonina. Do jeito que tá não dá pra ficar! !!! Atenciosamente Lorena Lourenço Guimarães.

Por Tutuca. 

A questão da coleta do lixo e sua destinação, parece que complica cada dia mais em nossa cidade.
A questão da destinação vem sendo "empurrada com a barriga", e milhares de reais estão sendo gastos para que o lixo seja enviado para Paranaguá.
 A pergunta é ; E quando se exaurir a capacidade do aterro da vizinha cidade? 
Já a questão da coleta é tratada de maneira curiosa pela Prefeitura.
Não é difícil constatar nas redes sociais (texto acima), moradores reclamando da ausência deste serviço.
Conversando com funcionários da Secretária do Meio Ambiente, a informação passada é que a Prefeitura só tem um caminhão para efetuar a coleta.
Dia 1º de janeiro de 2015 se completaram 3 anos desta gestão, e nesse período de tempo 3 licitações para a "locação" de caminhões compactadores foram realizadas. 
http://antonina.pr.gov.br/editais/2015/AVISO%20ABERTURA%20DE%20ENVELOPE-PP%2004-2015.pdf
As licitações na sua totalidade, já beiram a casa dos 1 milhão de reais.
Essa maneira de gerir o município foi registrada em matéria aqui no blog já no início de 2013.
http://celsowistuba.blogspot.com.br/2013/05/mau-negocio-para-o-consumidorcontribuin.html
O município aluga caminhões em condições duvidosas de funcionamento, e ao término dos contratos o município fica sem o serviço, e sem os veículos.
Com esses recursos o município já poderia ter adquirido tranquilamente, pasmem, 4 caminhões compactadores semelhantes aos das fotos abaixo, e com isso ter resolvido ao menos, a situação caótica da coleta do lixo em nossa cidade.
A situação configura total falta de responsabilidade na gestão dos serviços públicos e o pouco caso com a população.



terça-feira, 10 de março de 2015

Senado aprova fim das coligações nas eleições proporcionais

Tércio Ribas Torres |  Agência Senado10/03/2015, 19h25
O Plenário do Senado aprovou nesta terça-feira (10), em primeiro turno, o fim das coligações partidárias nas eleições proporcionais. A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 40/2011, do ex-senador José Sarney (PMDB-AP), havia sido aprovada na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) em junho de 2012 e faz parte de um grupo de matérias relacionadas à reforma política selecionadas pelo presidente do Senado, Renan Calheiros, e por líderes partidários.
Foram 61 votos a favor e apenas sete contrários, além de duas abstenções. A proposta ainda precisa ser aprovada em segundo turno no Senado para seguir para apreciação da Câmara dos Deputados. Pela proposta, somente serão admitidas coligações nas eleições majoritárias – para senador, prefeito, governador e presidente da República. Fica assim proibida a coligação nas eleições proporcionais, em que são eleitos os vereadores e os deputados estaduais, distritais e federais.http://www12.senado.gov.br/noticias/materias/2015/03/10/reforma-politica-senado-aprova-fim-das-coligacoes-nas-eleicoes-proporcionais-1

segunda-feira, 2 de março de 2015

REFORMA POLÍTICA: DE VOLTA AO COMEÇO.

Marcos Pestana - Congresso em foco


Na última terça-feira, foi instalada a comissão especial – da qual farei parte – que apreciará a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Reforma Política construída no âmbito do Grupo de Trabalho, nomeado pelo então presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Alves, em 2013.
Recordando, as manifestações sociais nas principais cidades brasileiras em 2013 revelaram um mal estar com o sistema político reinante. O motor das mobilizações, na verdade, eram questões mais concretas: qualidade da educação, custo do transporte coletivo, mobilidade urbana e as debilidades de nosso sistema público de saúde.
A leitura das elites políticas, no entanto, foi de que o centro das demandas era a reforma política, tema de natureza institucional, que não fala diretamente às angústias da maioria da população. A maioria da sociedade não tem clara percepção de que melhorando o processo decisório haverá desdobramentos na saúde, na educação, na segurança e no bem estar dos cidadãos. Isto não invalida a urgência de uma profunda mudança no nosso sistema político.
Após a ocorrência das maiores movimentações de massa dos últimos 20 anos, no afã de mostrar serviço, a presidente Dilma propôs uma Constituinte exclusiva e depois um plebiscito. Ora, como instalar um poder constituinte com instituições democráticas em pleno funcionamento e uma Constituição em vigor? O plebiscito também não se mostrou uma saída adequada.
A melhor resposta veio do GT da Câmara com a PEC 352/13. Ela prevê a regionalização do voto proporcional, a cláusula de desempenho para conter a multiplicação artificial e perversa de partidos, o fim das coligações proporcionais que induzem o eleitor ao erro, o fim da reeleição, a coincidência de mandatos, o voto facultativo, a melhoria das regras do financiamento da atividade política e um referendo em que a população apoiará ou não as mudanças.
Vamos lembrar os objetivos essenciais de uma reforma política substantiva: aproximar a sociedade de sua representação, aprimoramento das regras do financiamento e fortalecimento dos partidos políticos. O objetivo central é avançar no funcionamento da democracia brasileira. O PT tenta transferir hipocritamente o eixo principal para o financiamento público de campanha, como varinha de condão contra a corrupção, demonizando as doações privadas.
O PT, nos últimos anos, foi disparadamente o que mais captou doações privadas. A postura do PT deve estar presa a um trauma freudiano a partir do Mensalão e do escândalo da Petrobras. Corrupção se combate é com corrupto na cadeia.
Mal ou bem, chegamos aqui com esse sistema. Mas, ele se esgotou e produziu uma disfunção grave. Vamos ver se a comissão especial da Câmara consegue avançar na construção dos consensos necessários e finalmente aprovar a tão falada reforma política.
Mas é preciso estar atento. A sociedade civil organizada tem que participar ativamente. Não tenhamos dúvidas que é sempre possível piorar.http://congressoemfoco.uol.com.br/opiniao/colunistas/reforma-politica-de-volta-ao-comeco/

domingo, 22 de fevereiro de 2015

PRA MELHORAR É DIFÍCIL, MAS PRA PIORAR...

Depois de um carnaval molhado, mas de muito trabalho, vamos então nos inteirando dos assuntos que estão como dizem por aí,  esquentando a chapa em nossa cidade.
Tudo começou com a ação da Polícia Federal  - Operação Barreado -  que já vem a algum tempo investigando a questão dos processos dos pescadores, e outros, achados enterrados no fórum da cidade.
Se não fosse por isso... O problema é que; mesmo com intensa repercussão do escândalo, a Prefeitura de Antonina resolve desastrosamente, contratar boa parte dos investigados pela Federal.
Tomando por base os princípios básicos da administração púbica, a ação  do Executivo Municipal é no mínimo aviltante, já que qualquer cidadão que  se candidatar a um cargo público através de  concurso, será submetido a regras e condições severas de seleção.
Já na contratação de comissionados tudo pode.
Ação semelhante aconteceu em Brasília, quando a Senadora Gleisi Hoffman,  ex - Ministra da Casa Civil, contratou um indivíduo que respondia na sua cidade por mais de 15 processos envolvendo abusos sexuais a menores. 
A Senadora simplesmente contratou  para sua acessória direta, um pedófilo compulsivo.
Nas duas situações os processos obviamente são distintos, mas a falta de zelo com a coisa pública...

Pra melhorar é difícil, mas pra piorar...

Agora foi a vez do Ministério Público denunciar por tráfico de influência o procurador jurídico, e  a chefe de divisão tributária da Prefeitura de Antonina. Muito sinistra essa situação.

Parabéns Professores.
Não tem como deixar de ressaltar a luta ordeira, e principalmente, o gesto de cidadania dos professores antoninenses.
Desejo de coração, todo o sucesso  na empreitada. 
O blog, para quem possa interessar, estará sempre a disposição.

Um abraço a todos.

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

CARNAVAL 2015. QUEM FAZ A FESTA É VOCÊ.

Apesar das mazelas, das falhas de infra estrutura, falta de água, o mato tomando conta da cidade,  dos exorbitantes e injustificados gastos, a festa de Momo com certeza irá sobreviver. O motivo é um só... O carnaval antes de tudo é a festa do povo, o carnaval antes de tudo é feito pelo povo. 
No carnaval de Antonina quem faz a festa é você.

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

UTILIDADE PÚBLICA. GREVE DOS PROFESSORES, É PRECISO SEPARAR O JOIO DO TRIGO.


Utilidade Pública:
Invasão do plenário?
A Assembleia é do povo e o povo elegeu seus representantes, por favor não acreditem em absurdos que são falados, estávamos lá, participamos da entrada na ALEP , eu, professora Ári Albuquerque, Agentes Educacionais Anselmo Ferrari de CarvalhoFerrari de Carvalho , Valeria ChiarelliMirail Pereira Pinheiro, Roberto, Patricia Xavier de Castro e milhares de pessoas, éramos educadores pedindo para que nossos direitos adquiridos fossem preservados.
A mídia não pode continuar manipulando as pessoas, éramos educadores pedindo simplesmente por nossos direitos!
A PM não teve sequer trabalho conosco, nos tratou muito bem e agradecemos pelo respeito !
Se existiram pessoas infiltradas e depredaram algo, não foram professores e agentes educacionais!
‪#‎EutÔnaluta‬!‪#‎Agrevecontinua‬
Paula Machado Celso Santos Wistuba, gostaria que 
publicasse no seu blog! 

Por  Tutuca.

Está publicado Ana.
Como já disse, não existem dúvidas quanto ao comportamento ordeiro e legítimo dos professores nesse ato de cidadania.
Se alguém quiser atribuir qualquer tipo de vandalismo à classe dos professores, estaremos sempre atentos a essa tentativa de manipulação.
Como já escrevi , nesse tipo de manifestação fica quase impossível impedir a infiltração de baderneiros profissionais portanto, remunerados, contratados por partidos políticos e muitas vezes por sindicatos, com o objetivo único de promover a desordem e os excessos. 
As fotos abaixo são provas que não iremos encontrar professores promovendo a baderna.
É preciso, nesses casos, separar o joio do trigo.

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

ORGANOGRAMA GERAL - PREFEITURA MUNICIPAL DE ANTONINA.


Administração.http://www.antonina.pr.gov.br/

ORGANOGRAMA GERAL

PREFEITO – JOÃO UBIRAJARA LOPES
VICE-PREFEITO – WILSON CLIO DE ALMEIDA FILHO
SECRETÁRIOS
SECRETARIOS E CORRELATOS   
Seq.CargoNome
01Sec. AdministraçãoCASSIA FERNANDA FONSECA
02Sec. de FinançasRAFAEL NEVES ALVES
03Sec. Educação e EsportesLUCICLEIA LOPES DE RAMOS
04Sec. de Saúde
LEOVALDO BONFIM PINTO
05Sec. de  Agricult Meio AmbienteANDERSON DE MORAIS LOPES
06Sec. de Obras e PlanejamentoALEXANDRE FRANCO PARODI
07Sec. de Turismo e CulturaCESAR ALEXANDRE BROSKA
08Sec. de Industria e  ComércioDIOGO ALVES MACHADO
09Sec. de ComunicaçãoCIBELE FONTANELA
10Sec. de Ass. SocialADRIANA SALLES FERNANDES LOPES
11Chefe de GabineteLIDIO BRAGA
12Procurador JurídicaFABRICIO DE SOUZA
13Coordenador Relações InstituicionaisANTENOR MILTON DA FONSECA MATTOZO
14Controladora InternaDANIELE MEIRA DOS SANTOS


DIRETORES
DIRETORES  
Seq.CargoNome
01Dir. de FinançasBRUNA DO ROSARIO VEIGA
02Dir. Educação e Esp.DANTE LUIS PINTO NASCIMENTO
03Dir. de SaúdeNEIDE FERNANDES DA CONCEIÇÃO
04Dir. ClínicoLUDIANA CARDOZO RODRIGUES
05Dir. AdministraçãoHEZRON CECYN DUARTE VALENTE
06Dir. Agric e  Meio AmbienteLUIZ HAMILTON DE CARVALHO
07Dir. de Obras e PlanejALEX SANDRO MARTINS
08Dir. de Cultura e Tur.FRANCISCO FABIANO VIEIRA BARBOZA
09Dir. Ind.  ComércioJULIO PRAISLER NETO
10Dir. de Ass. SocialPAOLA MARCIELE FUMANERI VALÉRIO


CHEFE DE DIVISÃO
CHEFE DE DIVISÃO  
Seq.CargoNome
SEC. ADMINISTRAÇÃO
01Chefe Rec. HumanosVANESSA BARBARA IVANFY
02Chefe PatrimônioEDER DO ROSARIO CHARELLO
03Chefe ArquivoALDO FERNANDES DE OLIVEIRA


SEC. DE FINANÇAS
04Chefe de TributaçãoKAROLINE DE SOUZA CARDOSO
05Chefe de InformáticaGILMAR VIER
06Chefe de TesourariaCLEVERSON HENRIQUE CARDOSO
07Chefe de ComprasGUSTAVO CARVALHO DE PAULA
08Chefe de ContabilidadeJAMILE DE FATIMA MOREIRA TEIXEIRA SOBRINHO
09Chefe FiscalizaçãoADRIANO COSTA LAUTEMAN


SEC. DE SAÚDE
10Chefe de SaúdeCARLOS HERARTH
11Chefe Adm da SaudeMAGNA CECYN FERNANDES


SEC. DE  EDUCAÇÃO E ESPORTES
12Chefe de EsportesJOSÉ DE MELLO NETO


SEC. DE MEIO AMBIENTE E AGRICULTURA
13Chefe de AgriculturaGEOMAR CARDOSO DE SOUZA
14Chefe  M. AmbienteLUIZ CARLOS FABRI


SEC. DE OBRAS
15Chefe de ObrasDENISE DOS SANTOS PEREIRA
16Chefe de PlanejamentoJORGE LEAO DA VEIGA FAYAD
17Chefe de Ut. PúblicaALTAMIR JOSÉ DA SILVA
18Chefe de TransportesJOÃO LAMEZON
19Chefe de SegurançaJAILSON CARDOSO COELHO


SEC. DE COMUNICAÇÃO  
20Chefe de ComunicaçãoVAGO


SEC. DE TURISMO E CULTURA
21Chefe de TurismoISAAC CORDEIRO CEZARINO
22Chefe de CulturaNADIA MARIA DOS PASSOS DIAS


SEC. DE ASSISTÊNCIA SOCIAL
23Chefe de Ass. SocialNILZA AYRES DA SILVA


CHEFIA DE GABINETE
24Ass. AdministrativaKHARYNE DE SOUZA CARDOSO
SAMAE
CARGOS COMISSÃO DO SAMAE
Seq.CargoNome
01DIRETOR GERALDEOCLECIO DE OLIVEIRA MILLEZI
02DIRETOR TÉCNICOTANATIANA MOTYL

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

INÍCIO DOS TRABALHOS DO LEGISLATIVO.

A Câmara municipal de Antonina deu início aos trabalhos do legislativo/2015 (sessões ordinárias) nesta terça 03/02.
Sob a batuta da nova Presidenta da Mesa Diretora, Marigel Alves Machado, a sessão transcorreu dentro de  absoluta normalidade.
Entre um requerimento e outro, o assunto principal na sessão, foi o mato que tomou conta da cidade.
A cobrança direcionada  principalmente à Secretaria de Obras foi geral entre os vereadores.
Outro assunto abordado foi a falta de qualidade na execução dos serviços da obra da Transpetro.
"Serviço  Porco", disparou um vereador, dando a impressão que a obra mais cara da história de Antonina ainda vai render muitos capítulos até o final desta gestão.

Filho feio não tem pai...

Situação peculiar a desta obra... 
Diferentemente da emenda dos equipamentos do hospital, onde existe  um monte de gente se habilitando como o pai da criança, a inacabada obra da Transpetro, parece estar orfã.
Nem o ex - deputado Vanhoni, nem o ex - prefeito Canduca e nem o atual Prefeito se posicionam sobre a lambança.  O dinheiro veio e a obra não anda. 
A sessão não contou com a presença de nenhum secretário municipal, e muito menos do Prefeito.
Um abraço a todos.

domingo, 1 de fevereiro de 2015

TRIO ELÉTRICO...CUSTO BENEFÍCIO ZERO, OU ; A PREFEITURA GASTA MAL, MAS QUEM DANÇA É O POVO.



PROCEDIMENTO LICITATÓRIO Nº PMA 003/2015
PREGÃO PRESENCIAL Nº PMA 001/2015 – CARNAVAL 2015.
1 DO OBJETO
1.1 A presente Licitação tem por objeto contratação de empresa para a prestação de serviços de sonorização, iluminação e infraestrutura para o Carnaval de Rua 2015 de 13/02/2015 a 17/02/2015, conforme especificações constantes do ANEXO I – TERMO DE REFERÊNCIA.
Lote 03 Trio Elétrico e Banda
Item
Descrição Quantidade Valor Unitário
Estimado
Valor Total
Estimado 01 160.000,00 R$ 160.000,00    http://www.antonina.pr.gov.br/2015.html

Uma coisa precisa ser esclarecida... Quem realmente faz o carnaval antoninense acontecer são as escolas de samba, os blocos carnavalescos e a criatividade e alegria dos nossos foliões. 
Trio elétrico para ficar estático não se justifica.. O absurdo preço pago pela locação "desse brinquedinho" não justifica de maneira alguma o seu custo benefício, ainda mais quando o executivo municipal vive a reclamar que o município não tem dinheiro para investir em frentes como o abastecimento de água e saúde.
 
Não vamos muito longe... O mato está tomando conta da cidade e a justificativa do executivo é a mesma ... A suspenção de serviços para contenção de despesas por falta de recursos.
Só para se ter uma ideia do tamanho desse desperdício, a prefeitura no ano de 2013 abriu o seguinte processo licitatório ; 

PROCEDIMENTO LICITATÓRIO Nº PMA 062/2013 PREGÃO PRESENCIAL Nº PMA 039/2013 – SITUAÇÃO ; CONCLUIDO.
1 DO OBJETO 1.1 A presente Licitação tem por objeto contratação de empresa para locação de Estruturas Metálicas, Sonorização, Iluminação, Trio Elétrico, Fogos de Artifícios e Sanitários Químicos, para realização de diversos eventos em nosso município, em atendimento a Secretaria Municipal do Turismo e Cultura, conforme especificações constantes do ANEXO I – TERMO DE REFERÊNCIA.
ANEXO I – TERMO DE REFERÊNCIA Festival de Inverno  20 Banheiros Químicos·  04 Pirâmides 10 x 10 com cobertura e fechamento nas laterais com divisórias· de 5 x 5 com balcão  05 Pirâmides de 5 x 5 com cobertura, fechamento e balcão·  02 Pirâmides de 10 x 10 com cobertura· Festa de Nossa Senhora do Pilar  Fogos de Artifício·  20 Banheiros Químicos·  Sonorização e iluminação para encenação cultural do Theatro Municipal· Festival Gospel  01 Palco 10x8m com cobertura e fechamento nas laterais·  05 Pirâmides de 5x5m com cobertura, fechamento e balcão.·  01 Trio Elétrico de pequeno porte·  01 Sonorização e Iluminação para palco·  10 Banheiros Químicos· Aniversário de Antonina 06 a 09 de novembro  01 Palco de 10x8m com cobertura e fechamento nas laterais·  01 Sonorização e Iluminação para palco· Valor Global: R$ 80.800,00 (Oitenta mil e oitocentos reais). SITUAÇÃO ; CONCLUIDO. http://www.antonina.pr.gov.br/2013.html

Nota-se que o valor gasto para a execução de "vários eventos" durante o ano de 2013, ficou em torno  de 80 mil reais, enquanto  somente com o trio elétrico, o gasto "anual" fica em torno dos 130 mil reais, ou mais.
A Prefeitura gasta muito e errado.  Enquanto isso quem dança, e paga a conta, é a coletividade antoninense.

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

REALIDADE NOSSA DE CADA DIA...MORADORES DE RUA, UM PROBLEMA DE TODOS NÓS.

iG São Paulo
O uso de substâncias psicoativas é uma constante nas ruas de São Paulo. Pesquisa feita Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), sob encomenda da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social da prefeitura, aponta que 74% dos moradores entrevistados utilizam álcool, drogas ou ambos. Ente os jovens de 18 a 30 anos a proporção atinge 80%. O álcool é a substância mais utilizada (65%) e é mais freqüente entre os mais velhos. O consumo de drogas atinge 37% da população, mas alcança 66% dos jovens até 30 anos. A droga consumida mais freqüentemente pelos jovens é o crack, usada por mais da metade deles. 

O consumo entre os moradores de rua é superior ao encontrado entre os que freqüentam os centros de acolhida em instituições como albergues.
A população de rua, segundo a pesquisa, tem um histórico de perdas, sobretudo de emprego. Há pessoas com mais de dez anos sem trabalho registrado, sem qualquer direito trabalhista ou cobertura previdenciária. 
Para auferir alguma renda, vivem hoje de pequenos expedientes como catar material reciclável, fazer alguns bicos na construção civil, prestar serviços de carga e descarga, vender doces e pequenos objetos, distribuir panfletos, pedir esmolas e exercer algumas atividades ilícitas. Com isso, em um dia receberam em média, R$ 23 e tiveram um gasto médio de R$15. A maioria gastou com alimentação.
Quase a metade dessa população não possui qualquer documento, o que as exclui da vida civil, segundo o levantamento. Um em cada quatro moradores de rua vive nesta situação há mais de dez anos. 
Veja matéria completa : http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/sp/3-em-cada-4-moradores-de-rua-usam-alcool-ou-drogas/n1237648458532.html

Por Tutuca.

Antonina como, várias cidades do Brasil, também sofre com essa situação. 
No caso de nossa cidade, dois fatores causam  uma maior preocupação à coletividade.
Uma deles é o visível aumento desses indivíduos que como a matéria mostra, além de consumirem o álcool, consomem também diversos tipos de drogas.
O outro fator é a falta de ações sincronizadas e permanentes do poder público, com o objetivo de inibir a piora desse quadro. 
É importante relatar que, pelo menos em Antonina, a grande maioria dessas pessoas possuem moradia, e as ações de cunho social necessitam ser estendidas também aos seus familiares.
  
Temos também indivíduos que chegam em nossa cidade, provavelmente enviados de outras cidades,  o que só faz aumentar e agravar o problema.
Como já escrevi as ações visando solucionar o problema devem ser sincronizadas e permanentes entre os órgãos da administração pública.  A participação da coletividade também se faz necessária nessa empreitada.
Indivíduos que se concentram na praça em frente a estação ferroviária causando constrangimento aos moradores da localidade.